Adeus canções de ninar!

Por em |

Avril volta com todo gás, porém sem muitas novidades!

Para quem havia levado um susto quando na virada do ano, Avril Lavigne postou no facebook a canção What The Hell, Goodbye Lullaby é um álbum feito com os mesmos ingredientes dos anteriores. A vibração e musicalidade de WTH é totalmente aversa ao restante do álbum, tanto que faz a faixa ser um diferencial.

Eu me segurei para não ouvir as prévias que tinham vazado, e aguentei firme até o “vazamento” completo do cd. Na primeira audição, Goodbye Lullaby soava como hmmm, está tão Avril. Dona Lavigne matou a saudade dos fãs com sua melodia única e deixou alguns com um gostinho de quero mais. Eu pelo menos fiquei satisfeitíssimo com o trabalho, apesar de só What The Hell ser a novidade disso tudo.

O álbum começa bem suave com o toque do piano em Black Star. What The Hell traz uma vibe de alegria para o momento. Impossível não ficar mais animado com essa música. Push já entoa com acordes de violões e uma melodia bem conhecida por nós. Wish You Were Here continua na mesma frequência e traz uma baladinha muito expressiva. Com muita atitude, Smile entra no pedaço mostrando que é esse tipo de música que a Avril faz bem e havia nos deixado com saudades. Stop Standing There e I Love You integram o time das músicas bonitinhas e apaixonadas da Avril. São aquelas que a gente ouve quando está triste e quer cantar bem alto (pelo menos na minha opinião, rs). Everybody Hurts é a minha preferida do álbum todo. Não sei porque, mas desde que a ouvi pela primeira vez, gostei demais. Talvez seja a letra intensa ou os arranjos que me faz lembrar da minha adolescencia rebelde, quando ouvia muito o Under My Skin. Not Enough, 4 Real e Darlin continuam na linha em que a Avril sabe bem o que faz, principalmente pelo violão em destaque. Já em Remember When e Goodbye o piano se torna o centro das atenções, assim como no início do álbum. Muito interessante terminar o álbum do jeito que se começa.

Claro que há mais faixas na versão deluxe, mas esse meu é o standart! Eu estou muito feliz pela Avril, pois o novo álbum está muito lindo e muito parecido com tudo que ela mesmo já fez, logo não desapontou. Esperava mais faixas com a sonoridade de What The Hell, mas mesmo assim não perdeu a essência. E vamos combinar que Avril é Avril, já conquistou um lugar ao sol e nos nossos players!

Ouviu o cd? Gostou ou tem uma opinião diferente??
Diga aí nos comentários, quero saber o que você acha!

Goodbye Lullaby

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...