Anos 80, quem curte?

Por em |

Não sei vocês, mas eu sempre tive uma queda pelos anos 80. As vezes pensava que havia nascido na época errada. Os anos 90 tambem foram ótimos, mas nada se compara a uma década oitentista.

Os anos oitenta foram revolucionários. Mas o meu foco é pro lado que mais adoro: a moda e a música. Na época usar o que era diferente do padrão era ‘cool‘. Misturar com cores então, nem se fala. Amarelo, azul e rosa eram cores que você via por todos os lados. Tambem foi criado o queridinho do pessoal: os tênis ALLSTARS. Que era regra para ser usada com aquela jaquetinha de couro (isso eu acho abominável, ridiculo ao quadrado), alem dos penteados. Gel e spray para cabelos eram regrinhas básicas. Enfim, era legal ser hype.

A música era uma forma de expressão. Tanto em voz, quando em movimentos. Eu sou fascinado por aquela pista de dança com aqueles globos brilhantes, (estilo “Nos Embalos de Sabado a noite”) em que tudo piscava no chão. Acho demais. As músicas tambem mexem comigo. Sinto uma coisa tão estranha… tipo um déjà-vu mas que nunca aconteceu. Não entendo, mas adoro essa época em que tudo era glamouroso, mas hoje em dia é brega.

Não ligo em ser brega. xD A partir de hoje me chamo Reginaldo Rossi.

Padrão neto de ser

Minha avó materna mora sozinha, e um dos meus primos dorme com ele todas as noites para se caso ela precise, ele está lá. E esses dias, ele havia ido para a roça e pediu para que eu dormisse lá. Eu fui porque havia um favor pendente, e porque estava sem internet em casa. Fui e dormi normalmente. Logo pela manhã, conversa vai e conversa vem, ela chegou num assunto de carro:

V: – Você sabe dirigir?
P: – Ainda não. Primeiro preciso arrumar um carro.
V: – Ué, e o do seu pai?
P: – É dele trabalhar, se estragar depois, como vai fazer? Não precisa de pressa…
V: – Hmmm.

Bom, depois parei e pensei. Minha avó tá acostumada com meus primos ‘futeis’ que não terminam a escola, ou os que querem fazer 18 anos para tirar carta de motorista e depois fazer o diabo a quatro com o carro dos pais. Bom, não acho certo isso. É MEU PONTO DE VISTA.

Não posso dar bobeira com o carro, pois no outro dia meu pai irá precisar dele para ‘conseguir o nosso pão de cada dia‘. No momento quero estudar. Não preciso de carro. Aonde preciso ir, vou a pé ou meu pai me leva. Trabalho perto de casa, não há necessidade de carro PRA MIM. Sei lá.

Para minha avó, é mais bonito digirir, namorar e beber feito louco e fazer umas ‘burradinhas’ que ela nem pode saber. Saiba: meus primos são todos assim! Eu não fui criado com eles, por isso sou diferente deles. Não me sinto bem com aquele jeito de “comprei isso, custou tanto e tô te mostrando pra você ficar com invejinha.” No dia que eu sentir inveja de ter uma caixa de som, eu te falo.. ok?

Espero que minha avó, veja que eu não sou igual aos demais. Se ela acha bonito beber, se drogar ou fazer gracinha com carro de papai com a namorada, que vá procurar os netinhos lyndos dela. Tô em outro patamar. xD

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...