Novidades

O que esperar de Scream Queens?

Por em |

Captura de tela inteira 14052015 113308.bmp

Scream Queens é a bola da vez de Ryan Murphy, o mesmo criador de Glee e de American Horror Story. Nós do Fruto Proibido estávamos subindo pelas paredes pra escrever sobre o que promete ser uma das melhores series de 2015. Pois bem, aqui vão nossas expectativas:

Misture “Meninas Malvadas” com “Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado” e isso será o que promete ser Scream Queens. Tem como não se amar tal combinação? A sinopse oficial foi liberada essa semana e juntamente com mais alguns detalhes no upfront da Fox já sabemos que, a universidade Wallace é abalada por uma série de assassinatos. A Kappa House, fraternidade mais cobiçada do campus, é governada com mão de ferro (e luva cor-de-rosa) por sua “rainha” Chanel Oberlin (Emma Roberts). Quando a ex-Kappa, Reitoria Munsch (Jamie Lee Curtis) decreta que qualquer aluno do campus pode se inscrever na fraternidade Kappa, que antes era privilégio de uns apenas, porém a universidade vira um inferno e um assassino vestido de diabo começa a causar estragos fazendo uma vítima a cada episódio.

screamqueens

O elenco da série é realmente de “matar” e traz rostos já conhecidos por nós, como a ex-Glee Lea Michele, Emma Roberts, Jamie Lee Curtis, Keke Palmer, Ariana Grande e a maravilhosa da Abigail Breslin (Pequena Miss Sunshine). O elenco masculino contamos com o lindo Nick Jonas, Glen Powell, Julian Morris e Diego Boneta, famoso pelo seu papel na novela Rebelde e algumas produções da Disney. Segundo algumas entrevistas do criador, a série conta com cenas com triângulos amorosos, sexo e muito terror.

A fórmula de American Horror Story está de volta em Scream Queens: um enredo antológico focado em tramas e personagens diferentes a cada temporada e uma figura de terror principal que promete apavorar todas as personagens. O “Demônio Escarlate” é alguém que tem motivações suficientes para cada um dos seus assassinatos. Agora emoldure essa sinopse, esse elenco e esse vilão num conceito bem daqueles filmes dos anos 80 e 90, aposto que vão ser cenas com litros e mais litros de sangue falso e muitos gritos.

Captura de tela inteira 14052015 114959.bmp

Sabemos que Chanel, a personagem de Emma Roberts vai ser a “bitch” da temporada. Totalmente sem escrúpulos, repetirá o “estilo Madison” que ela teve em AHS: Coven. Jamie Lee vai ser a ativista antirracismo que pretende atrapalhar a vida de Chanel e trazer inclusão pra dentro das fraternidades, mas mesmo assim tem seu lado sensível por dentro da pose durona. Lea Michele está prometendo quebrar a marca que Rachel Berry deixou nela interpretando alguém totalmente novo. Esse alguém é Hester, uma personagem que é o “patinho feio” e que passa por uma transformação até o meio da temporada, e ainda vai bater de frente com Chanel. Nick Jonas junto com alguns outros meninos vão ser os mauricinhos, bolsistas e esportistas que toda série com tal temática precisa ter e arrancará suspiro de todas as garotas da série.

Captura de tela inteira 14052015 114841.bmp

Então pode anotar na agenda! Scream Queens chega na Fox dia 1° de Setembro e promete quebrar paradigmas sobre preconceito e ainda fazer sátira sobre todos os tipos de adolescentes vazios e cheios de beleza, boas risadas, muito sangue e aquela curiosidade instigante sobre quem é o assassino.

Que Setembro não demore porque já estamos impacientes!

Devious Maids: a série que fará você limpar alguns segredos

Por em |

DEVIOUS MAIDS

Mantenha seus amigos por perto… E suas empregadas mais perto ainda.

O que todos amamos? Drama! E se ele for acompanhado de uma bela mulher? Nesse caso cinco belas mulheres deixará tudo incrível. Adicione um assassinato, uma boa dose de comédia, reviravoltas, traições e tudo isso num contexto das famílias mais poderosas de Beverly Hills, que cá entre nós tem muitos segredos. Eu lhes apresento Devious Maids.

Devious Maids estreou 23 de junho de 2013, no canal Lifetime e é baseada em um enredo latino. Afinal como não amar uma série baseada numa novela mexicana? Marc Cherry, o mesmo criador de Desperate Housewives, está seguindo sua fórmula para a terceira temporada que estreia 1º de Junho nos EUA e traz Naya Rivera como um dos seus novos rostos. Garanto que se assistir o primeiro episódio, ficará envolvido e curioso sobre tudo, que não vai demorar a alcançar, ou até mesmo ver as duas primeiras temporadas antes que a terceira chegue.

devious-maids

A série acompanha a história de cinco empregadas domésticas, dentre elas a viúva Rosie (Dania Ramirez), que trabalha na casa dos atores Peri e Spence Westmore; Carmen (Roselyn Sánchez) uma cantora que tem esperança de alcançar o estrelato com a ajuda de seu chefe; Zoila (Judy Reyes) e Valentina (Edy Ganem) que são empregadas de Genevieve Delatour. O que as quatro tem em comum? Ambas eram amigas de Flora, uma outra empregada que foi morta misteriosamente. E sem contar Marisol (Ana Ortiz) que aparece para adicionar muito tempero nessa história e garantir que vão mais que limpar a casa de seus patrões, se é que entendem.

Agora você me pergunta: Porque Devious Maids é tão fantástica? A resposta é que, alem de ser uma série encantadora, cada personagem possui uma história e lhe garanto que cada episódio é um turbilhão de risadas, dramas e momentos que você vai se pegar roendo as unhas de ansiedade. Além das protagonistas que são desde apimentadas, doces, protetoras e corajosas, os personagens secundários como sempre se destacam na série. Dos patrões mais detestáveis como Evelyn, que é o clichê de mulheres ricas, até Genevieve que é o sonho de qualquer empregada. O enredo ainda trás a emocionante história de Odessa e o patrão Sam, em que certo momento torcemos para que consiga a mulher que ele deseja.

Como nem tudo é perfeito a série foi envolvida num escândalo após uma crítica dizendo que o enredo espalhava um estereótipo sobre latinas. Não é preciso citar aqui que não sou a favor de nenhum tipo de “impressão sólida”, mas cá entre nós o Entretenimento dos EUA está cheio deles. Mas como uma das produtoras executivas disse “A única maneira de acabar com um estereótipo é não ignorá-lo”.

ra5c92u6

Além de um assassinato não resolvido, há também uma sensibilidade por trás das grandes personagens da série. Soa até ser clichê do gênero “dramédia” mas elas são humanas, que mesmo com todos seus passados conturbados e problemas pessoais fazem grande diferença na vida de seus patrões. Tais mudanças são visíveis e isso me faz querer que provem do mesmo encanto apimentado que eu provei com Devious Maids.

Assista ao trailer abaixo:

Adam Lambert está de volta e em uma “Ghost Town”

Por em |

adamlambert

Sim! Adam Lambert voltou e está com seu coração vagando por uma cidade fantasma!

O nosso American Idol favorito lançou seu novo single, chamado “Ghost Town” e que foi produzido pelo hitmaker Max Martin. O resultado não poderia deixar de ser estrondoso né?

A faixa que segue a modinha europop com todos os sintetizadores e uma base trabalhada no house, “Ghost Town” soa acústica e íntima no início, mas a partir do refrão a faixa toma um impulso e se mantém dançante com uma batida envolvente. A letra é simples mas o refrão curto gruda na cabeça e quando você percebe, você já está cantarolando “MY HEART IS A GHOST TOWN”. Para o primeiro single, creio que Adam escolheu bem em apresentar uma faixa mediana e na medida, pois você não cansa de ouvir.

Para impulsionar as vendas do single, Adam soltou um lyric video que na minha opinião, ficou pobre. Achei bem parecido com aquelas visualizações do Windows Media Player, e como designer gráfico não aceito que tenha um conceito “espacial” sendo que podia ter feito algo mais a ver com a música. Enfim… ouça a música abaixo, que na verdade é o que importa:

Desde Trespassing, seu último álbum lançado há três anos, Adam dedicou sua carreira em fazer turnês com a banda Queen, e apresentando todos os sucessos que foram imortalizados na voz de Freddie Mercury junto à formação original da banda, que inclusive estarão no Rock In Rio esse ano. Mais maduro, Adam parece estar mais confiante nessa nova etapa de trabalho, pois com toda a correria da turnê, ainda trabalhou pesado em seu novo álbum, “The Original High”, que irá ser lançado em junho e que além da produção de Max Martin, conta também com a colaboração de Brian May, fundador e guitarrista do Queen e da queridinha do momento, a sueca Tove Lo.

Já prevejo que esse álbum vai ser um dos melhores e um dos que mais vou ouvir durante um bom tempo, pois o Adam consegue a proeza de fazer álbuns balanceados e que ao mesmo tempo que ele te anima com as batidas, ele nos leva a uma calmaria com suas baladinhas e sua voz indescritível. Eu sou fã e assumo que desde que a música foi lançada, já a ouvi mais de 100 vezes, e contando…

E sim Adam, eu te entendo. Eu também sinto as vezes que meu coração é uma cidade fantasma.

No iPod: Francinne – I’m Alive

Por em |

franporto

Para os fãs de Britney Spears, Francinne (ou Fran Porto, como é mais conhecida) não é um nome desconhecido. Famosa por ser uma das melhores covers da princesa do pop, Fran se destaca das outras por fazer o trabalho como “impersonator” há mais de dez anos e sendo reconhecida no Brasil todo.

Com o sucesso de sua perfomance na noite, Fran decidiu seguir na carreira de cantora e gravar um single, “I’m Alive” que foi produzido pelo top produtor Mister Jam, que assinou grandes hits, tais eles pertecentes a Wanessa e Kelly Key. A música vem sendo trabalhada há algum tempo, mas só ganhou notoriedade agora, que integra a trilha sonora da novela das oito da Rede Globo, Babilônia.

Eu encontrei a música por acaso em um site de notícias e desde que ouvi pela primeira vez, não parei mais de escutar. A faixa varia entre o electropop e o house que a gente conhece bem. A semelhança da voz de Francinne com Britney é enorme e as vezes “I’m Alive” soa como uma música na voz de Britney. O refrão é bem chiclete e tem aquela batida de quando um hino explode de boate sabe?

Não conseguiu imaginar? Então ouve abaixo e vamos torcer para que Francinne tenha muito sucesso nessa carreira, porque se depender de mim ela já conquistou um lugarzinho no sol.

Se você curtiu o som da gata, compre no iTunes!

Young & Hungry – O sitcom vai lhe deixar faminto por risadas

Por em |

1383444_671222286357268_8629736264758905007_n

Young & Hungry chegou até mim como uma daquelas indicações de pessoas que tem bom gosto quando o assunto é série. E foi amor à primeira vista! Mesmo não sendo fã do gênero, a série tomou um espaço entre minhas favoritas e me fazendo devorar sua primeira temporada em dois dias apenas. Com produção de Ashley Tisdale, e criada David Holden a série nos ganha pela sutileza e desenvolvimento do enredo que decorre de forma descomplicada fazendo cada episódio você se envolver um pouquinho com os personagens e torcem para que tudo de certo no final.

A série segue o jovem e rico empresário Josh (Jonathan Sadowski), que contrata uma jovem blogueira de alimentos chamada Gabi (Emily Osment) para ser sua nova chef pessoal. Desesperada para manter seu novo trabalho, Gabi tem que provar suas habilidades para Josh e seu assessor pessoal Elliot (Rex Lee), que prefere um chef celebridade para trabalhar no lugar dela.

7

O sitcom transmitido pela ABC Family estreou em 25 de Julho de 2014 e pela sinopse parecia ser uma mistura de tudo aquilo que agrada: uma protagonista genuinamente carismática e a beira da falência; um bonitão extremamente rico, fofo e nerd; três personagens secundários que, por alguns momentos se tornam tão queridos quanto os protagonistas; e por fim, a culinária emoldurando cada um dos conflitos. Emily Osment está tão madura e divertida que é quase impossível lembrar que ela já foi uma das coadjuvantes de Hannah Montana. Sem contar que o show já foi indicado ao PCA (People’s Choice Awards) após sua pré indicação tudo graças ao seu mérito e ao do elenco.

Com críticas mistas pelos especialistas e uma pequena legião de fãs se formando, Young & Hungry está em sua segunda temporada, e se mostra promissora por trazer assuntos rotineiros de uma forma tão leve que foge daquele exagero de outras séries de sucesso do mesmo gênero. Com produção cativante e um elenco incrível, a hilária empregada Yolanda (Kym Whitley) e o assistente extremamente pintoso e ácido de Josh Elliot (Rex Lee) merecem destaque e não é pra menos. Eles dominam as cenas em que estão presentes, como por exemplo no episódio da banheira, ou quando eles resolvem fazer uma nova dieta a base de sucos.

10305076_1093678837315564_1456834346013139303_n

Cada novo episódio de Young & Hungry é como saborear um dos inúmeros pratos feitos por Gabi e levar para seu dia-a-dia coisas da série como a “Power Pose”. Com apenas 20 a 25 minutos de duração, você pode assistir um episódio na hora do almoço; super prático e tirar da série sua dose de risadas da semana. Assista ao trailer:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...