Confissões na pista de dança

Por em |

Madonna

Hoje para o BAÚ POP resolvi postar o álbum que comecei a olhar para Madonna com outros olhos. Pra falar a verdade eu não tinha conhecimento algum sobre quem era Madonna, pois a conhecia apenas com Like a Virgin, Music e Hollywood e ouvia esporadicamente quando tocava em alguma rádio ou passava algum clipe na tv. Lembro que em 2005, quando eu tinha 14 anos, ouvi Hung Up pela primeira vez na Jovem Pan e fiquei extasiado, a música me chamou a atenção e gostei da musicalidade. Depois de uma semana fui a uma loja e olhando alguns cds, vi o Confessions e na hora comprei. Lembro que ouvi bastante e a cada vez q ouvia me apaixonava mais. Não sabia explicar, mas a partir daquele momento conheci Madonna.

Até no presente momento, Confessions on a Dance Floor é meu álbum favorito dela e acho que o mais completo e coeso. Com uma pegada oitentista futuristica, eu simplesmente amo cada faixa por ser tão únicas. Por não haver pausa, o cd tocou muitas vezes sem que percebesse em que música estava. No começo eu ouvia apenas as que gostava ou as que tinha clipe, mas lembro que depois de um ano voltei a ouvi-lo inteiro. Trabalhava ouvindo, dormia ouvindo e ficava no computador ouvindo. Virou um vício. Nada mais justo que postar esse álbum como uma relíquia e obra prima!

Famosa por se reinventar, Madonna estava cansada do estilo pop que vinha seguindo e das críticas políticas presente em suas músicas. Decidida a se divertir, Stuart Price foi escaladoo a ajudar a rainha do pop e a fez voltar toda saudosista trazendo a discoteca para seu novo álbum que foi o divisor de águas em sua carreira. Mais jovem do que nunca, Madonna aparece toda em forma num maiô rosa se exercitando num estúdio de dança. No fim, ela está se acabando numa pista de dança. Veja:

Esse álbum tem vários hits, alem de Hung Up, temos Get Together, Sorry e a energética Jump. Outras que merecem atenção são I Love New York e How High. Bom, eu amo todas, mas se você não conhece o álbum estará muito bem servido com essas. Confessions foi um álbum que resgatou Madonna de um flop, pois a produção pesada e raivosa apresentada em American Life fez com que a rainha fosse ignorada. A má recepção do álbum refletiu nas vendas e foi um passado doloroso em que Madonna preferiu esquecer com vitória, já que o Confessions teve suas vendas totais estimadas em doze milhões de cópias e sendo o sexto álbum mais vendido no mundo em 2005.

Com mais um Grammy para sua coleção, a Material Girl investiu fundo no pop eletrônico e não passou despercebida. Prova essa que até hoje suas músicas tocam em festas e festivais. O álbum foi uma releitura de seus sucessos antigos e muitas músicas há trechos e sonoridades que lembram algumas músicas dela, como Bordeline por exemplo. Stuart Price também usou e abusou de refências, entre elas Daft Punk, Pet Shop Boys, Depeche Mode e o supra sumo e incrível sample de Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight) do lendário ABBA.

Resumindo: meu álbum favorito entre todos. Ouve logo!

Madonna – Confessions on a Dance Floor (2005)
1. Hung Up
2. Get Together
3. Sorry
4. Future Lovers
5. I Love New York
6. Let It Will Be
7. Forbidden Love
8. Jump
9. How High
10. Isaac
11. Push
12. Like It or Not

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...