Eu aprovo: Adele Live

Por em |

2011 foi o ano da fartura para Adele. A moça de 21 anos conseguiu o que poucos artistas conseguem: manter um álbum no topo das paradas durante o ano todo. Sim, o segundo álbum da cantora britânica ficou estacionado no primeiro lugar de todos os países onde música é relevante. Aqui no Brasil nem foi diferente, e o grande empurraõzinho ficou por conta do favoritismo das músicas dela nas novelas da Globo.

Eu confesso que conheci Adele um pouco tarde, e foi bem no finalzinho de 2010 quando ela lançou o single Rolling In The Deep. Lembro que baixei e ia ouvindo no iPobre quando ia para o trabalho. A batida da música que era um jazz ousado me deixou viciado e até então, fiquei querendo mais daquele ritmo. Para a minha felicidade, o álbum “vazou” no início de janeiro.

Porém. o álbum soou chato na primeira ouvida. Eu queria mais daquela batida do primeiro single que lembrava á Amy Winehouse. Insatisfeito, me dei por contente por adorar Set Fire To The Rain logo de cara. Era libertadora e com um refrão cheio de poder. Impossivel não querer canta-la bem alto. Aos poucos fui me rendendo ao furacão Adele, já que a cada “ouvida”, descobria uma nova canção. Por ter muitas músicas românticas, precisei estar romântico para deixar que as músicas falassem comigo. E não deu outra.

Passei o ano todo a ouvindo e sentindo cada palavra daquelas músicas. Quando no fim dele, Adele anunciou um dvd, quase infartei. Enfim o show que mais queria ver. E por ironia do destino, não cheguei a assisti-lo quando saiu. Só fui ve-lo agora e só tenho que soltar elogios.

O dvd é fan-tás-ti-co! A produção é impecável e apesar de simples, é cativante. Adele mostra na apresentação um carisma que até então eu jamais imaginei nela. Uma personalidade divertida e engraçada. O tipo de pessoa que ri de tudo e faz piadas a todo momento. Sua presença de palco só perde para a sua surpreendente voz, que vamos combinar… é perfeita. E percebam que ela nem se esforça muito, tudo flui naturalmente. De uma musica para outra, Adele conversa e explica o processo criativo de cada música, dos relacionamentos que levaram as inspirações e sobre alguns fatos sobre sua vida. É interessante pois mostra que ela realmente tem o que falar.

As músicas falam por si. Com arranjos perfeitamente executados, Adele molda com a voz, aquele show que torna um dos mais lindos que já vi. Claro que tenho minhas preferidas, mas eu gostei muito da homenagem que ela faz a Amy Winehouse em Make You Feel My Love. Porém a que mais me marcou, tanto a letra (que já adorava) e a performance foi “One and Only“. Não sei, mas enquanto assistia ao dvd, simplesmente me transportei e esqueci de tudo ao meu redor. Parecia que era o show e só, enquanto ouvia e assistia, mil coisas passavam na minha cabeça… meio que entrei em transe. hahaha Surpreendente e encantador. RECOMENDADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...