Fofoquinhas adocicadas

Por em |

Pois é, a Koda Kumi lança mais singles do que a Paris Hilton troca de roupa. E vamos combinar que os singles são muito melhores que os trapinhos da socialite. Enfim, eu gosto muito de J-POP e desde quando o Junnior me apresentou a Kumi eu nunca mais parei de ouvir e gostar mais ainda dela. Eu tambem gosto de outras cantoras e bandas, mas a Koda é minha preferida.

Bom, o novo single é bem animadinho e bem dançante. A capa é bem divertida, mostra uma Koda bem despreocupada comendo um cupcake toda glamourosa e sensual. As músicas são todas em japonês, com alguns trechos em inglês. Como não fui alfabetizado em japonês /sashafeelings, não soube destinguir totalmente o que a Koda cantava. Podia até ser palavrão que eu ainda estaria gostando. -n Chega de blá blá blá, e vamos ao review. Eu encontrei um preview ótimo do single, mas a coleguinha q postou o vídeo bloqueou a incorporação. Então ouça clicando aqui, ou acompanhe os vídeos abaixo.

Começamos numa batida bem pop em Lollipop, e com refrão fácil e bem chiclete, do jeito que a gente gosta! O clipe é bem interessante, a Koda tá toda “Ana Raio” chique e oriental na borda de um rio, e com umas coleguinhas que dançam com ela.

Inside Fishbowl é toda alegre e bem agudinha, nessa faixa a Koda conta como é bom viver livremente e sem controle. O clipe é todo colorido e cheio de vibrações animadas. Rola até uma dancinha fofa.

Outside Fishbowl tem a mesma melodia de Inside, porém é o contrário da outra faixa. Assim como a voz da Kumi, os instrumentos estão mais graves, e a letra é mais efusiva e tem um apelo maior a lberdade e o tédio que é envelhecer cheio de limites. O clipe tem uma historinha em que a Koda aparece toda controlada e com regras a seguir. Daí ela foge e um monte de monstro aparecem e ela dança toda animada e obscena. 👿

For you é a baladinha, dá vontade de chamar alguem só pra dançar de rosto coladinho. É muito amor no dancefloor… Para sempre eu espero que você continue caminhando ao lado de mim.

E por fim, pra você aproveitar o seu par, é hora de discotecar! Sim, Got To Be Real veio direto da era disco, e trata-se de um cover da Cheryl Lynn, e que ficou super gostoso de ouvir e fazer aqueles passinhos do John Travolta em Embalos de Sábado a noite.

Quer baixar o cd/single? Então clica aqui e baixa correndo pra não deixar esse album no repeat.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...