album

Kylie, deusa Afrodite

Por em |

All The Lovers – Se você não sabe quem é Kylie Minogue, eu digo: uma cantora fodz que está voltando com tudo. Bom, desde 2008 que ela não lança nada, alem do X, que é um álbum excepcional de tão bem produzido. Pra quem não sabe, X foi o cd de comeback de Kylie, pois ela estava doente e deixou a música pra cuidar de sua saúde. Enfim, K. está toda apaixonada no novo single e diz que nenhum dos outros amores são que nem esse amor que está vivendo. A letra é meio brega, mas a música é muito boa… a sintonia do pop com o dance eletrônico meio ointentista parece que interligaram formado uma coisa só. E vamos combinar que esse tom e essas vocalizações só combinam com ela mesmo e só com essas músicas boas que só ela sabe fazer. Eu acho que já vai virar sucesso e vai todo mundo siacabá no dancefloor. GO KYLIE!

Agora é só esperar pelo álbum Aphrodite, que será lançado em breve (não tem data definida) está no topo dos cds mais esperados de 2010, junto a ~Bionic~ da Xtina. O Pop Justice já divulgou a playlist do cd, e eu tô super curioso para ouvi-las.

1. All The Lovers
2. Get Outta My Way
3. Put Your Hands Up (If You Feel Love)
4. Closer
5. Everything Is Beautiful
6. Aphrodite
7. Illusion
8. Better Than Today
9. Too Much
10. Cupid Boy
11. Looking For An Angel
12. Can’t Beat The Feeling

Agora é só esperar pra comprovar! Abraços.

Desvendando Kerli

Por em |

Kerli é uma cantora estoniana que está gerando muita polêmica desde que ganhou destaque na trilha sonora do filme de Tim Burton, Alice in Wonderland, com a música Tea Party e Strange, um dueto com os garotos do Tokio Hotel. Desde então todo mundo quis saber quem era Kerli, e de repente nos deparamos com uma loirinha pra lá de irreverente. Com um estilo gótico cute, ela mostra que o só o cabelo descolorido tem de parecido com Lady GaGa. Ousada, ela leva uma mistura de surrealismo com insanidade para seu trabalho, mas também não foge do pop rock atual.

*Obs.: Se preferir, ouça os trechos das músicas no video abaixo. Ou leia, e depois ouça… sei lá.

O álbum é bom e superou minhas expectativas, tal que começa com a música título-album Love is Dead, que é um rock, com influências góticas que se deixar, pensamos que estamos ouvindo Amy Lee (Evanescence) cantando. Walking On Air é a carro-chefe do cd, e uma das mais estranhas e viciantes. The Creationist é a minha preferida, e parece aquelas musicas de momentos felizes, alegres, etc… gosto muita da vibe dessa música. Um pop rock bem feito, e com uma letra linda. I Want Nothing é boa, mas não merece destaque. Up Up Up outra que também é ótima e tem uma batida envolvente. Bulletproof quase chega a ser uma faixa emocore, mas o refrão mostra que é bem gótico. Essa musica faz parte da trilha sonora de Punisher: War Zone. Beautiful Day é bem pop, nem quebra um pouco do impacto do cd, deixando ele bem ~clean~. Creepshow um rockzinho bem boring. Hurt Me tem um refrão comum entre o pop rock, e deixa a desejar. Butterfly Cry é um soft rock que deixa a voz da Kerli bem ajustada, ótima faixa. Strange Boy é outra que gosto, é um pop-rock que quer ser um pop-dance. A batidinha do refrão é muito boa, tem uns riffs de guitarra bem colocados. Pra finalizar, Fragile é a baladinha do cd, a música é muito diferente de todo o cd, tem umas vocalizações e um synth seguidos de violinos, pianos e etc. Por fim, vira uma bagunça musical, e digo: muito bem produzida, e que entra pra lista das faixas que merecem destaque.

Se você leu o review e ouviu pela playlist, e gostou, você pode baixar o cd clicando aqui.

Espero que tenham gostado do review. Estou fazendo um layout novo pra cá, pq ultimamente estou sem tempo e sem idéias. hahaha

Abraços.
Carpe Diem!

Aproveite o dia com Belinda

Por em |

P

ara quem não conhece ou não se lembra, a Belinda é uma atriz e cantora mexicana, que fez muito sucesso quando ainda era criança e atuou na novela “Cumplices ao Resgate” que foi transmitida pelo SBT. Também fez um filme da Disney, “The Cheetah Girls 2”, porém seu talento que eu mais gosto é o de cantar.

Em 2003, no início de sua carreira musical, Belinda apostou no gênero que a mais agradava: o pop rock. Seu primeiro cd vendeu 2,5 milhões de cópias na América Latina, e esse foi um grande incentivo a continuar na estrada. Tanto que em 2006, B. lançou Utopia, que era um álbum diferente do anterior, com batidas mais dançantes e melancólicas. Em 2009, atuou em Camaleones, e com o fim da novela pode enfim trabalhar em seu novo álbum que comentarei agora. Lembrando que o álbum será lançado dia 23 de março.

Carpe Diem é uma velha expressão em latim que no pé da letra quer dizer aproveite o dia, ou algo assim. O porque do nome do álbum ser esse não foi divulgado, porém Belinda ficou muito indignada com a liberação do álbum para download na internet sem ao menos ter sido finalizado e lançado. Mas como a gente adora uma vazação alheia, baixamos correndo e já matamos a curiosidade. Eu realmente achei o cd muito bom, mas achei que houve alguns pecados.

Belinda evoluiu no estilo e amadureceu as letras de suas músicas que falam de diversos assuntos. O cd começa com Amor Transgenico que é faixa bem leve e gostosa de ouvir. Logo, segue Egoísta que troca bruscamente de estilo e solta um ótimo pop electro com raps do cubano Pitbull. Dopamina e Culpable faz o álbum voltar aos eixos do começo e traz baladinhas super tranquilas e bem pop. Lolita é um pop rock bem autêntico, além do refrão ser ótimo, o pós refrão é muito irritante, pois Belinda fica gritando “AI AI AI LOLITÁÁ”. Cuida de Mi é linda, um piano sempre faz a música ficar mais bela. Mi Religion é chatinha e mal produzida. Wacko é uma das melhores do cd, bem pop e dançante. Muito boa mesmo. Maldita Suerte começa chata e do nada fica boa e bem pop rock, daí do nada volta a ser chata. Sal de Mi Piel é um sucesso no México, pois estava na trilha sonora de Camaleones. E pra finalizar, Gaia é ótima, os arranjos dão mais destaque a voz de Belinda.


Oi! Sou um leão!

Atenção: Esse review é do cd vazado na internet e não do oficial que terá mais faixas e poderá sofrer modificações. 😛

Ke$ha é meu novo vício

Por em |

Kesha Rose Sebert, nasceu em Nashville, Tennessee. É mais conhecida pelo seu nome artístico, Ke$ha. É uma cantora e compositora estadunidense que recentemente assinou com a RCA Records/Sony BMG. Atualmente reside em Los Angeles.

Ke$ha

Tudo começou quando ‘conheci’ a Ke$ha no blog do Anderson, e foi quando ouvi Tik Tok pela primeira vez. De cara, não gostei muito da música. Talvez fosse pq ouvi nas caixinhas de som, sei lá. Dai saiu o clipe, e quando eu assisti quase tive um treco. Adorei e tp, viciei na música. Gostei e ouvia sempre.

Dai a garota esquisitinha que tinha um cabelo sujo e uma voz mole e diferente, foi se popularizando na net. E tudo que cai na net, bomba né? Com base nisso, muitos sites e pessoas influentes no meio musical já previa que “Ke$ha seria a revelação de 2010”.

Ke$ha já veterana no meio, já cantou com Flo Rida, 3OH!3, Katy Perry (sua bbf, desde então); e já fez backing vocal para Britney Spears, Katy Perry e Paris Hilton. Escreveu musicas para The Veronicas e até para Miley Cyrus. Tambem já participou de umas das temporadas de Simple Life, com as patricinhas de Beverly Hills Paris e Nicole, e isso tudo ajudou a garota a ficar mais famosinha.

Cd

Animal é o album de estréia da Ke$ha e foi lançado dia 5 de Janeiro, e foi produzido por Dr. Luke e Max Martin, que ambos produzem Gwen Stefani, Beyoncé, Britney Spears… e desde então está sendo um sucesso. O álbum conta com músicas animadas de Pop Dance Music e Electropop. O cd é bem descontraído e cheio de músicas boas e outras nem tanto. 😉

Dou destaque para: Your Love Is My Drug, Tik Tok, Take It Off, Kiss N Tell, Blah Blah Blah, Hungover e Boots & Boys.

Ouça já, aposto que não vai conseguir ficar parado. 😆
Abraços 😛

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...