Videoteca da Semana

Por em |

Um vídeo foi lançado ou bombou nessa semana? Pode ter certeza que se ele for bom, e eu gostar, vai ser postado aqui com aquela crítica nossa de cada dia.


1º: Katy Perry – Firework

Se eu tenho uma diva de videoclipes, essa é Madonna. Mas ela ultimamente tá enferrujada e as suas “seguidoras” estão dando conta do recado. Katy Perry é uma delas: quando o assunto é produzir um videoclipe, Katy tira de letra desde Hot ‘n’ Cold, Waking Up In Vegas, California Gurls e o recem lançado Firework. O clipe não tem uma super produção e nem um roteiro diferente e exótico, e sim uma responsabilidade clichê e emociante. Com tanto dilema junto, Dona Perry fica feliz e começa a soltar fogos de artifícios pelos peitos e contagia o lugar tornando as pessoas mais felizes também. Simples assim.


2º: Nicole Scherzinger – Poison

Quando saiu um sneak peek da música, eu gostei tanto que fiquei sem dedo com tanta ansiedade. Ainda mais quando soube que quem havia produzido a faixa era Red One, e meio que não tinha como não ser boa. Nicole vem buscando o seu ‘lugar ao sol’, mas tá dificil. A música, na minha opinião, já é HIT. Dai vem um clip desse e faz tudo perder. Joseph Kahn foi o responsável pelo filminho em que a Nicow é tipo uma super-mulher e uma vilã ao mesmo tempo: tudo num chromakey, muitos efeitinhos visuais e dancinhas a la PCD. Eu gostei, mas cadê o VENENO da Scherzy nisso tudo? Ficou guardado ou essa Nicole não é perigosa o bastante pra dar o bote?


3º: Darin – Lovekiller

Eu tomei um banho de água fria quando baixei o cd novo do Darin e não tive muita vontade de ouvi-lo mais como o álbum debut, Flashback. Dessa vez, Darin está todo sentimental e trabalhado nas baladas, na quais eu não gostei muito. Mas enfim, o videoclipe da faixa-titulo do álbum foi lançado e o clipe bem que me deixou mais animado. Com uma vibe de CSI e Deja Vu, Dari faz uma viagem e vê sua morte e a sentença de sua assassina, porém no sentido amoroso da coisa.


4º: Robyn – Indestructible

Ultimamente eu ando muito feliz com as descobertas que ando fazendo, e umas delas foi a Robyn que não me decepciona nunca. Eui acho que nunca falei dela aqui porque tô esperando ela lançar a última parte do seu projeto Body Talk pra fazer um combo. No clipe, Robyn tá toda voyeur e observando o povo se amar com um vestido cheio de mangueiras transparentes simbolizando as veias do corpo, sei lá, meio que indestrutivel para combater. A música é tão boa e bem remixada, que todo o clipe vale a pena.

E aí? O que você achou desses clipes? Pra mim foram os mais relevantes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...