(+18) Sextape

Por em |

Não, não é a sextape da Kim Kardashian… e muito menos da Paris Hilton!
E sim, a minha! haha
Calma gente, não precisa fechar a página não!! É brincadeirinha!!

Não necessáriamente minha, até porque estão nela Britney Spears, Madonna, Justin Timberlake e até a Dita Von Teese. Fazendo uma brincadeira com o nome, Sextape é uma mixtape que fiz, onde reuni clássicos da música pop que são relacionadas a sensualidade! “Uma mixtape sexy sem ser vulgar”, porém o início eu recomendo apenas aos maiores de 18 anos. Ok?

Espero que gostem e ouçam bastante essa mixtape abusada.

(+18) Sextape by Frutoproibido on Mixcloud

Fall Out Boy: o que esperar do novo álbum

Por em |

Eu, fã assumido do Fall Out Boy desde os meados do “From Under the Cork Tree”, de 2005, fiquei muito triste quando a banda anunciou uma parada após lançar o álbum “Falie a Deux”, em 2008. Para mim, a banda iria terminar e não teria mais nada de Pete e companhia. Seria outra banda que eu gostava muito que me deixaria orfão (mal sabia eu que My Chemical Romance faria isso comigo mais para frente).

Qual não foi minha surpresa quando os garotos de Chicago voltaram com tudo, quase cinco anos depois, com um álbum incrivelmente bem feito. Diferente do que era o som anterior da banda e com uma proposta, no mínimo, arriscada.

“Save Rock and Roll” chegou em 2013 com músicas que entraram na cabeça facilmente, além de parcerias inesperadas como Elton John e Courtney Love. Além de trazer a proposta de fazer um clipe para cada faixa, juntar tudo e então criar um curta metragem musical que é, para dizer o mínimo, surpreendentemente maravilhoso: a “Young Blood Chronicles”

Menos de um ano depois o FOB volta aos holofotes com um álbum novo (ao que parece eles estão compensando a parada). “American Beauty/American Psycho” é o 9º álbum da banda se contar o “Live in Phoenix”, de 2008 e o EP “My heart will always be the B-Side to my tongue”, de 2004.

A primeira faixa liberada foi “Centuries” e o que tenho a dizer sobre isso é: “Como uma banda pode fazer dois álbuns incríveis em um espaço de tempo tão curto?”. Depois veio “The Kids Aren’t Alright” e, recentemente, lançou “American Beauty/American Psycho”, que dá nome ao CD.

Apenas com essas três já dá para saber o quanto o novo trabalho vai ser bom. E, o que espero desse CD, no fim de todo esse relato? Um grande álbum de uma banda que nunca deveria ter parado de trabalhar, mas que conseguiu tirar o melhor proveito do tempo parada.

Novo layout e novas direções

Por em |

O fim de 2014 foi ótimo para ideias. Pensei muito se continuaria com o blog ou não, até porque queria estar sempre postando sempre, porém não tenho mais aquele tempo que dedicava ao conteúdo online. Como vocês perceberam, o FP conta com colaboradores empenhados e com opiniões que são bem idênticas a minha. Decidi deixar bem claro aqui que o blog não é portal de notícias e que vamos postar tudo que gostamos e não ligar se algo é muito novo ou muito antigo. Se for bom e valer a pena (ou não) iremos postar!

Com o recomeço, veio também a questão de layout. O antigo era funcional e com cores que viraram nossa característica, porém estava na hora de abandonar o antigo estilo de diagramação e o atualizar para que todos conseguissem ler em seus smartphones e dispositivos onde quer que estivessem. A vontade de um novo layout era muita, porém estive em um momento de total branco e bloqueio criativo. Com esse fato, busquei referências e até cotei alguns preços com amigos webdesigners.

Mas a minha realidade financeira não me deixou sair muito do meu rumo. No meio do desespero em criar algo, descobri o Themify que é um gerenciador de layouts e que dá pra comprar temas ou personalizar os que eles dispõe. Por enquanto estou no básico e pelo que vi muitos blogueiros o usam e aprovam muito. Eu gostei da experiência e recomendo a todos, que assim como eu não tem mais tempo de estar programando um layout do zero. É prático e muito ágil na personalização. Os designers piram.

O design pode parecer simples, mas eu adorei como ficou. O logo foi inspirado na tendência floral e da tipografia flat com um toque minimalista. A maioria das pessoas usam flores e adornos, mas o Fruto Proibido é uma maçã, nada melhor que decorar com o nosso fruto, não é verdade? Eu gostei muito e por enquanto ficará assim mesmo. Agradeço ao apoio da minha amiga de longa data Ana Flávia por me ajudar em alguns códigos do mal, ao Mateus Pitombeira pela motivação, Bruna Vieira, Paula Buzzo, Phellipe e Karen Hofstetter pelas inspirações em geral, aos meus amigos colaboradores Andrei, Carlos e Gabriel, e a todos vocês que me ajudam diretamente ou indiretamente.

Espero que tenham gostado das mudanças e leiam bastante nosso conteúdo em 2015.
Algumas coisas ainda vão estar fora de lugar, até porque estamos ajeitando tudo.

Grande abraço e bom carnaval!

Pedro

Os 10 Melhores Filmes de 2014

Por em |

2014 foi um ano bem agitado no mundo das Telonas. As Super Produções nunca estiveram tão implacáveis. O Cinema alternativo borbulhou de grandes nomes, os festivais estiveram super acirrados. O Oscar consagrou novos e grandes nomes e criou um dos maiores memes do ano. Essa é minha pequena lista do que 2014 teve de melhor no cinema Mundial.

10 -The Babadook

O representando da Categoria Terror é um filme Australiano que me causou pesadelos por longos 3 dias. Se trata de um Terror psicológico, tecnicamente falando eu achei a atmosfera dos ambientes em que o filme se passa tão sombrios quanto toda história. Um mãe e um filho por um acaso encontram um livro (bem alá “Samara” de O Chamado) que após ser lido invoca uma criatura que pretende matar seu filho. Enfim ele filme de terror bom pra mim deve botar medo, com certeza Babadook fez isso e garanto que não vai ser só em mim. O filme não estreou oficialmente no Brasil ainda, mas você acha se procurar.

9 – Boyhood – Da Infância à Juventude

Incrível seria a melhor palavra para defini-lo. O que existe de especial nesse filme? O elenco, não que seja cheio de grandes nomes, antes fosse isso durante os 12 anos de gravação de Boyhood o elenco foi o mesmo, marcando as transformações dos atores e as aplicando nos personagens, não deixando nenhuma falha durante o passar dos anos. Um filme com um enredo que mostra a realidade de algumas famílias modernas, a profundidade das pessoas normais. Um filme simples, mas extremamente satisfatório. OS: Como não amar um filme em que uma das personagens Ama Lady Gaga?

8 – Capitão America: O Soldado Invernal

Sim. Um dos melhores filmes de 2014. Enredo impecável, os efeitos simplesmente destruidores, a típica franquia de Herói que em cativou esse ano foi Capitão América. Um típico mocinho, que luta contra todos inclusive o próprio amigo. As cenas de perseguições são eletrizantes. Sem contar que qualquer filme com Scarlett Johansson deve ser exaltado por ter em seu elenco tamanha beleza. Como um filme de ação nato ele cumpre seu objetivo, lhe instiga até o ultimo minuto. E ainda abre todos os pontos para as possíveis continuações.

7 – Malévola

Como ignorar o que pra mim foi o melhor filme de fantasia do ano? Foi extremamente lindo. A clássica história de A Bela Adormecida está recheada de efeitos visuais estão presentes em todo o filme. E eu particularmente amo a atmosfera escura presente na Fotografia e em todo ambiente do filme. Para Completar tínhamos Lana Del Rey cantando Once Upon a Dream e Angelina Jolie no papel da grande Bruxa. O filme é um prato cheio aos olhos, contudo só senti falta do Humor comumente presente nas produções da Disney.

6 – Vidas ao Vento

A biografia de um importante engenheiro japonês que trouxe grandes avanços durante o período da Segunda Guerra Mundial. Certo como uma animação com esse tema pode estar numa lista sobre os 10 melhores filmes de 2014? Simples é uma animação do renomado Estúdio Ghibli, e ainda por cima é dirigido por Hayao Miyazaki. Particularmente as animações atuais estão muito divididas em contos de fadas e heroísmo. Vidas ao Vento é um filme delicado, tem um trilha sonora única, e acima de tudo fica próximo a Boyhood por ser um filme real, com pessoas reais. O Estúdio Ghibli ganhou Oscar de melhor animação em 2001 com um filme com o mesmo diretor. Classifica-lo como uma das melhores animações de 2014 não é um erro mas, um verdadeira ousadia. Garanto lagrimas e uma animação diferente de toda essa coisa de fantasias e poderes.

5 – Hoje eu Quero Voltar Sozinho

Já foi citado sim aqui no FP. Mas eu seria um carrasco se o colocasse na minha lista de melhores de 2014. Com a temática LGBT super em alta no Cinema Nacional, o filme segue de forma leve e delicada, com super a super atuação do protagonista que faz um garoto cego que se apaixona por seu amigo. Um filme de extrema ternura e otimismo. O Diretor encaixa tudo de forma tão natural e bonita, a fotografia do filme é toda adocicada e trilha sonora que de acordo com uma amiga é super “amorzinho”. É um filme intimo singelo e carinhoso que cativa com facilidade.

4 – Clube de Compras Dallas

Foi uma grande duvida escolher entre The Normal Heart e Clube de Compras Dallas, contudo cheguei a conclusão que Jared Letto superou muito minhas expectativas para não merecer um pequeno lugarzinho na minha lista. Não o filme não gira só entorno da AIDS. O Diretor Jean-Marc Vallée soube muito bem fazer da doença um verdadeiro plano de fundo para cada personagem e para profundidade de cada um deles. O Filme que aborda a busca pela sobrevivência no meu ponto de vista é muito mais que político ou até mesmo muito mais que um drama é um filme de Perseverança Humana, Vale ressaltar as super transformações dos atores para viverem os personagens que eram diagnosticados com a doença e lutarem para que as medicações necessárias fossem usadas mesmo que pra isso fosse necessário burlar a lei. É um filme inspirador, comovente cheio de atuações incríveis até nas menores participações.

3 – O Grande Hotel Budapeste

A Estética desse filme é incrível, é de arrepiar só de se lembrar. Temos uma história dentro de uma história dentro de outra história e isso em nenhum momento prejudica o enredo. Pra mim um filme só é bom quando você se apega aos personagens. Wes Anderson sabe fazer isso como ninguém, um cenário incrível, fotografia com atenção especial à Simetria (traço clássico em grande maioria dos filmes do Diretor), figurino incrível. É um daqueles filmes que simplesmente traz nostalgia para qualquer um que assiste.

2 – A Esperança (Parte 1)

É difícil falar desse filme sem me empolgar. Primeira parte do capitulo final da Saga Jogos Vorazes, foi um grande sucesso. É necessário entender que não é só um filme de saga adolescente, existe um crítica por traz dele, uma sensibilidade velada pelos protagonista e pela EXCELENTE Trilha Sonora. O filme abandona as grandes arenas e batalhas para introduzir o psicológico dos personagens após os últimos acontecimentos. Claro que alguns pontos foram apagados na adaptação do livro para o filme, contudo nada realmente comprometedor. Jennifer Lawrence sendo feroz e mostrando a fragilidade de sua personagem é o ponto auto do filme. A Trilha Sonora foi realmente a cereja no topo do bolo, Lorde soube fazer com maestria e transmitir toda a tensão, dor e conflito desse primeiro capitulo em suas canções. Aguardamos agora a Parte 2.

1 – 12 Anos de Escravidão

Eu tenho um experiência muito especial com esse filme. E o considero o melhor por inúmeros motivos. O que me levou a assisti-lo foi a presença de Sarah Paulson, mas os motivos para eu adora não se dão só a presença da querida e imortal Lana Banana. Não achei um adjetivo que simplesmente fosse ao nível para classifica-lo. A Direção é uma das poucas que me comoveu, cativou instantaneamente Steve McQueen sempre foi muito talentoso, mas em 12 anos de escravidão ele chegou ao ápice de seu talento. É um filme tocante que traz a querida e linda Lupita Nyong’o, Michael Fassbender, e o incrível (me arrepio só de escrever e lembrar todas as cenas) Chiwetel Ejiofor. A fotografia do filme é impecável, sem nada de excêntrico clássica, esbanja com perfeição o clima de cada local citada nos livros. 12 anos de escravidão não é um filme em que só se assiste é um filme que se sente, que se comove e que se envolve sendo o melhor de 2014.

Bônus: Yves Saint Laurent

Aos amantes do Mundo da Moda um prato cheio, recheado de fotografia de extrema qualidade, atuações marcante, Um Figurino ao nível do titulo do filme, a uma trilha sonora que se encaixa como uma luva no enredo. A Direção é o ponto auto do filme pra mim, Jalil consegue se aprofunda no grande estilista e em cada desfiladeiro e trauma do grande ícone que ele foi e sempre será. Um filme Fashion, um filme sensível, meu filme preferido de 2014.

Foi um grande ano para o cinema! Com filmes que foram realmente incríveis mesmo não entrando para lista com Os Guardiões da Galáxia, The Normal Heart, Frozen – Uma Aventura Congelante, Ninfomaníaca 1 e 2, Ela, Interestelar, Mommy e Garota Exemplar, Anabelle, Será Que?, A Culpa é das Estrelas entre tantos outros. O ano se despede agradando com satisfação a todos os gostos, desde os mais populares até os mais alternativos e com isso aguardamos que 2015 seja tão cheio de grandes filmes quando seu antecessor. Que o Oscar esteja tão incrível quando ultimo.

Feliz Ano Novo a todos amantes da Sétima Arte.

O que deve ficar em 2014

Por em |

2014 foi um ano muito bom e teve muita coisa memorável, assim como a Eleições, onde a Dilma ganhou por míseros votos a frente, deixando Aécio Neves só na vontade. Bom, eu não vou ficar falando disso até porque nem de política eu gosto muito. Enfim… conversando com meu amigo João C. sobre as coisas que devem ficar em 2014, e bem, chegamos a essa conclusão:

1. Pau de Selfie

Essa “modinha” nem bem começou mas já deve parar. Acho muito legal tirar fotos com o extensor em paisagens bonitas e que devem ser admiradas, mas juntar uns 45 amigos no meio da balada pra tirar a foto é totalmente dispensável.

2. O forninho da Giovana

O vídeo que é de 2012 e só veio a conhecimento do povo agora, foi um dos memes mais executados e repetidos nesse ano. Apesar de engraçado, vamos deixar a Giovana seguir em frente.

3. O óculos da Juliana

“Ei coisinha, vá devagar!”, “Meu óculos! Ninguém sai!”, “Juliana está desmaiada”, “Chama o Xamu”… os bordões que também dominaram 2014. Essa dublagem inusitada fez sucesso e já saturado deve descansar junto com a “Giovana” e o “Taca Le Pau nesse carrinho Marcos” para que em 2015 venham mais outros.

4. Ice Bucket Challenge

Desafio do Balde de Gelo aqui no brasil, foi aquela ação em que até os famosos entraram para chamar a atenção das pessoas a doença ELA. Foi bacana e ajudou bastante nas pesquisas da doença, mas infelizmente a ação vai ficar em 2014.

5. O vexame do 7×1

Bom. Não precisa falar mais nada né? E faz outro favor? Pega aquela música ridícula da copa e some com ela também? Obrigado.

Músicas que devem ser esquecidas em 2014

1. Happy – Pharell Williams


Pharrell, parábens pela música. Mas. Já. Deu!

2. Chandelier – Sia


Sia é uma hitmaker, disso ninguém duvida mais.

3. Fancy – Iggy Azalea (feat. Charli XCX)


Bastou um clip com uma referência que todos amam pra música bombar.
Até porque ninguém sabia quem era Iggy Azalea e Charli XCX.

4. Summer – Calvin Harris


“Quando te conheci no verão…”

5. Domingo de manhã – Marcos & Belutti


Música chata do caralh*. E se você gosta, bem… não tem como te defender amigo!

É isso. Dê um joinha aí se você curtiu o post e compartilhe com os amigos também.
Grande abraço! 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...