Michael Jackson: minhas musicas favoritas

Por em |

1895407
Hoje é um dia especial! Por mais triste que seja, hoje é dia de relembrarmos o legado do talentoso, inesquecível e único: Michael Joseph Jackson. Não seremos tristes, não queremos lágrimas, não queremos dor nem sofrimento nesse post, queremos relembrar um pouco daquela alegria contagiante que as musicas e apresentações de MJ nos traziam e ainda nos traz.

Cresci ouvindo Michael, mas só quando comecei a criar uma própria personalidade musical que tomei ideia do quanto imensa era sua arte e sua expressão. Desde sempre o vejo como uma inspiração pessoal, profissional e artística. Suas musicas me acompanharam a minha vida desde então, quando preciso escrever uma simples matéria para o blog ou quando preciso afastar os maus pensamentos e ter um bom momento.

Minha pequena homenagem, será um singelo tributo para esse dia que marcam seis anos que ele se foi e nos deixou com imensa saudade do talento excepcional que corria em suas veias. Pois bem vamos ao meu Top 10 Musicas Preferidas do Rei do Pop:

10° – Remember The Time

Canção do álbum Dangerous e lançada como single em 1992, tem um clipe incrível com direção de um dos melhores diretores da época: Jonh Singleton. O clipe tem a presença de alguns famosos como Eddie Murphy e Magic Johnson e tem uma das coreografias de tirar o fôlego.

9° – P.Y.T. (Pretty Young Thing)

Pra mim é uma das musicas mais deliciosas da “Bíblia do Pop” Thriller! Os sintetizadores e o refrão chiclete fizeram de P.Y.T uma das musicas que eu mais cantarolei na minha vida. Ela foi lançada como single em 1983 e relançada em 2008 no Thriller 25th com Will.I.Am. Meu detalhe preferido sobre essa musica é que poucas pessoas sabem é que ela tem backing vocals de Janet Jackson e La Toya Jackson. Não é demais?

8° – Black or White

A mais icônica para mim! Com um vídeo ainda mais polemico, contudo extremamente incrível, lançado em 1991 é o single mais bem vendido na década de 90. MJ era um transgressor, e Black or White demonstra isso. Quando ele escreveu a musica, seu objetivo era calar os boatos em que ele tinha clareado sua pele, quando na verdade o cantor sofria de uma doença que faz com que a pele perca a pigmentação original, chamada Vitiligo. O clipe ainda continha cenas de Michael dançando e destruindo comentários racistas, além de conter homenagens aos filmes como O Pecado Mora ao Lado e Cantando na Chuva.

7° – Liberian Girl

Ok! Nem todos são amantes dessa musica como eu. Contudo todos tem uma história com alguma musica do Michael e a minha é com essa musica. Ela me lembrava uma pessoa imensamente querida que me criou e que faleceu muito cedo, fazendo os versos terem muito mais sentido pra mim. Foi o nono e ultimo single do álbum Bad, lançado apenas na Europa e Austrália e seu clipe é responsável por juntar várias personalidades icônicas como Olivia Newton-John, Whoopi Goldberg, Steven Spielberg e Paula Abdul.

6° – Dangerous

Essa musica sempre funcionou pra mim, teria sido um 10° Single incrível, contudo muita coisa conturbou seu lançamento. Não consigo deixar de imaginar como seria o clipe da musica e como Michael construiria a estética das batidas com as palavras faladas. Dangerous é um dos meus álbuns preferidos de todos os tempos ele possui batidas sarcásticas, letras ousadas, falando de paranoia, racismo e solidão e a arte da capa, que é uma obra de arte a parte.

5° – This Is It

A partir dessa musica TODAS me arrepiam instantaneamente quando aperto o play. This Is It não é exceção, possui uma melodia que é tão agradável e relaxante e representa todo aquele choro que ficou preso na garganta quando ficamos sabendo que ele tinha se ido. É pra mim o último Adeus do Rei do Pop, é quase mágica porque mesmo cheia de triste ela é incrivelmente linda.

4° – Stranger In Moscow

Lançada em 1996, a canção foi um vício porque quando fiz 10 anos meu tio me deu minha versão física do single, e eu escutei tantas e tantas vezes que em um acesso de raiva meu pai escondeu o Cd e eu acabei o perdendo depois disso. A musica é delicada, com batidas tão viciantes, e que me trazem uma paz incrível. Segundo a crítica especializada foi um dos singles que consagraram Michael como ícone porque mostra como ele é capaz de fazer algo tão acolhedor mesmo nos seus momentos tão sombrios.

3° – Smooth Criminal

Essa música é um marco na minha infância, o ritmo, as batidas rápidas, os falsetes, e a voz de Michael, em seguido o vídeo que faz parte do seu filme musical Moonwalker que possui a segunda sequencia de dança mais incrível existe, um figurino impecável. Não tem como não se pegar vibrando como uma criança toda vez que eu a escuto, é literalmente um Hino.

2° – Beat It

Ganhadora de um Grammy. É um divisor de águas na história da música. Lançada em 1983, Beat It é um dos clássicos compostos por Michael e ainda tem um solo de guitarra eletrizante interpretado por ninguém menos, ninguém mais, que Eddie Van Halen, e foi um sucesso tão grande que inspirou Michael a criar outros hit’s com sonoridade semelhante. A musica se tornou um hino anti gangues, e o clipe lançou não apenas assinaturas clássicas de MJ, como as coreografias com dançarinos (cerca de 80 todos membros de gangues reais), como também eternizou a jaqueta de couro vermelha que ele usa como uma peça de desejo atemporal. O clipe recebeu vários prêmios se tornando referencia para as gerações futuras do mercado da musica.

1° – Thriller

Já era de se esperar certo? SIM, essa é minha musica preferida do rei do Pop entre outras tantas que eu poderia listar. Mas eu reafirmo a genialidade desse cara é algo que me fez ficar apaixonado desde titiquim. Lançada em 1993 foi o ultimo single do álbum de mesmo nome, alguns dizem que Thriller é mais um vídeo que uma música, mas eu garanto os dois são igualmente esplendidos e são protagonistas do legado imortal de Michael Jackson. O clipe possui um figurino e maquiagem incríveis, e a histórica coreografia que se tornou atemporal sendo homenageada em vários âmbitos, como Cinema, TV, Moda. A melhor coisa a respeito de Thriller é que uma musica cheia de elementos sonoros diferentes, e que poderiam ser cansativos mas que se completam e se tornam viciantes e nostálgicos ao ser ouvido por qualquer pessoa.

Termino minha pequena homenagem dizendo que Michael Jackson era alguém quase ritualístico, alguém de uma criatividade e talento imenso que irão transpor sua morte e o tempo. reforçando ainda mais o que ele sempre foi e será o nosso incrível Rei do Pop.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...